Notícias Gerais

Em live, Bolsonaro diz que até o momento não há corrupção em seu governo

Em sua tradicional live semanal, nesta 5ª feira (15.out.2020) o presidente Jair Bolsonaro afirmou que não há até o momento corrupção em seu governo. Ele desvinculou sua equipe do caso do senador Chico Rodrigues (DEM-RR), alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal. O congressista teve dinheiro encontrado dentro da cueca.

“No meu governo, não tem corrupção. Meu governo é os meus ministros. Se tiver algo errado, a investigação vai acontecer. Alguns querem dizer que o caso de Roraima tem a ver com o meu governo. Eu tenho no total 18 vice-líderes no Congresso. Ele gozava do prestígio, do carinho, eu nunca tinha ouvido falar nada dele. Aconteceu isso, lamento. Hoje, ele [Chico] foi afastado. Tentando vincular a mim o tempo todo”, afirmou o presidente

O chefe do Executivo insistiu: “Em meu governo não tem corrupção. Até o momento, zero. Agora, a má-fé da imprensa e de alguns internautas… que a gente sabe que o objetivo é sempre tentar o desgaste, né. Dizer que eu disse que não tem mais corrupção no Brasil. Ninguém falou no Brasil. Falei no meu governo”. 

O presidente tentou mostrar distanciamento do senador afastado, diante da quantidade de vice-líderes no governo, indicados pelas próprias siglas dentro do Legislativo.

“Eu tenho, no total, 18 vice-líderes no Congresso. São 15 na Câmara, que foram indicados pelos partidos, e 3, no Senado, escolhidos em comum acordo. [Chico Rodrigues] É uma pessoa que gozava do prestígio e do carinho de quase todos. Aconteceu esse caso, eu lamento”, falou o presidente.

O presidente ainda disse que “o que dói é você trabalhar igual a 1 desgraçado e esses idiotas aí te acusarem de corrupção”.

Bolsonaro fez sua habitual transmissão ao lado dos ministros André Mendonça (Justiça e Segurança Pública) e Wagner Rosário (Controladoria Geral da União).

Assista (49min18seg) à live do presidente desta 5ª feira (15.out):

JULGAMENTO STF

Na live, o presidente Jair Bolsonaro comentou rapidamente a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que, nesta 5ª feira (15.out), determinou traficante André do Rap devia permanecer preso.

André Mendonça disse que o fato o pacote anticrime contemplar a necessidade de reanálise de prisões preventivas a cada 90 dias não significa que o preso deve ser automaticamente solto ao fim desse prazo.

Bolsonaro complementou a fala dizendo que jamais colocaria “1 elemento como este” em liberdade.

Tags
Mostrar mais

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close