Ação Polícial

Mais um envolvido na morte de trabalhador é preso em Porto Velho

Eduardo da Silva Neri foi preso temporariamente na manhã desta quinta-feira (25), por policiais da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de Porto Velho, acusado de ter participação no latrocínio, que vitimou o trabalhador Josimar Noé dos Santos, 37 anos, durante um assalto ocorrido na manhã do dia 6 de março deste ano na frente a uma empresa de material de construção, localizado na Avenida José Vieira Caúla, Bairro Cuniã, na Zona Leste da Capital. O comparsa dele, Aldair da Silva Junior, já está preso.

Outros suspeitos e considerados foragidos são Ediclei Santos Moreira de Lima, Cezar José de Santana e Nunis Azevedo Nascimento.

De acordo com o delegado Vinicius Lucena, durante as investigações, os policiais apuraram que a saga dos criminosos iniciou em uma agência bancária, onde o alvo deles seria um casal de idosos que tinha feito um saque no valor de R$ 10 mil. Aldair estava dentro da agência bancária.

Ao sair do banco, com destino a loja de material de construção, o casal foi perseguido pelos criminosos. Dois estavam em uma motocicleta e os demais em um veículo.

No momento em que o casal desceu do carro, um criminoso, que estava na garupa de uma moto, anunciou o assalto apontando a arma para as vítimas.

Um policial penal que estava passando no local presenciou a ação e no momento em que tentou sacar sua arma, o criminoso efetuou vários tiros. O primeiro disparo acabou acertando e tirando a vida do trabalhador Josimar, que saia da loja de material de construção.

O agente público foi atingido de raspão no braço e socorrido para o Pronto Socorro. Os idosos não se feriram, segundo a Polícia.

Pelo que foi apurado, Cesar estava na garupa e Ediclei pilotava. Eduardo e Aldair estavam no carro junto com outro comparsa dando apoio para os criminosos que abordaram as vítimas.

As investigações avançaram, o delegado representou pela prisão dos cinco envolvidos e a justiça autorizou. Mandados de busca e apreensão também foram autorizados.

Nesta manhã, os policiais foram até a residência de Eduardo, localizada no Bairro Mato Grosso, e cumpriram o mandado de prisão. As denúncias podem ser feitas através do 197 da Polícia Civil. Não precisa se identificar.

Tags
Mostrar mais

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close