Notícias Gerais

Polinter fecha fevereiro com 68 mandados de prisão cumpridos no MT

A Gerência Estadual de Polinter, da Polícia Judiciária Civil, fechou o mês de fevereiro com 68 mandados de prisão cumpridos em desfavor de pessoas que respondem tanto na esfera criminal como na cível (devedores de pensão alimentícia).

As prisões são decorrentes de diversos crimes como atentado contra a liberdade sexual, crimes contra a pessoa, estupro de vulnerável, tráfico de drogas e violência doméstica.

Entre os mandados de prisão cumpridos está o de Gracielle Rosana da Silva, 35, acusada do homicídio da própria mãe, no ano de 2004 para ficar com a herança. A suspeita foi sentenciado a pena de 13 anos de reclusão, expedido pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Cuiabá.

Outra ordem judicial decorrente de um caso de grande repercussão, ocorrido em 1983, foi a prisão de Francisco Martins Pereira, 59, apontado como autor do homicídio que vitimou o pai do deputado federal, Valtenir Pereira.

Segundo o delegado titular da Polinter, Marcos Veloso, o bom resultado da delegacia se deu em virtude do emprenho e dedicação de toda equipe que não mede esforços para dar cumprimento aos mandados. “A Polinter ainda pode fazer com apoio da sociedade, que pode auxiliar na prisão de criminosos através das denúncias”, disse o delegado.

Denúncias:

Além do disque denúncia via 197, a Polícia Civil conta com um canal exclusivo via WhatsApp para recebimento de informações referentes a captura de foragidos. Pelo telefone (65) 9 9933-4614 qualquer pessoa pode auxiliar as investigações. O sigilo é absoluto.

Tags
Mostrar mais

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close