Personalidades

Rubston Ferraz de Lima: o homem que ajudou a prender o “bando do gato”

Rubston Ferraz de Lima, nasceu em Guajará-Mirim em 19 de novembro de 1956. Casado com Ediléia Ferreira Monteiro, é um apaixonado pela Polícia Civil. Estudou nos Colégios: Almirante Tamandaré, Paulo Saldanha e Rocha Leal, filho de Ostilio Ferraz de Lima e Maria Alves Nogueira.
Dedicado, ingressou na carreira como agente de polícia em 16 de novembro de 1984. Seu primeiro local de trabalho foi na Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio. Também exerceu suas funções na Delegacia de Menores, na Polinter, 3ª Delegacia de Polícia, e Corregedoria.
Rubston tem boas lembranças de todos colegas por onde passou. Quando lotado no Sevic da Delegacia de Menores juntamente com sua Equipe conseguiram solucionar crimes de repercussão, entre eles a prisão do “bando do gato ”, inclusive o próprio Gato – gangue formada por estupradores que aterrorizava na década de 1980, em Porto Velho.
Não tem filhos. Se aposentou em 20 de setembro de 2000. Em 2013 formou-se em direito pela Faculdade de Rondônia – FARO. Mesmo aposentado, sempre se manteve ativo na luta sindical, sendo um dos mais assíduos nas assembleias realizadas pelo Sinsepol. Sempre vem ao sindicato para contribuir com informações, e saber das demandas em favor de inativos e pensionistas.
Rubston é um exemplo. Aos 62 anos e com a saúde muito debilitada, causada pela luta contra uma doença crônica (Polimiosite), que atinge vários órgãos. Se mantém sempre à disposição da categoria através do apoio ao Sinsepol.
Para ele, a Polícia Civil é uma grande força no combate à criminalidade em Rondônia. Defende uma revitalização de toda estrutura das delegacias nas cidades do interior e capital. É uma voz ativa no combate ao desmonte e ao sucateamento promovidos pelo governo contra a valorosa Polícia Civil.

Tags
Mostrar mais

Matérias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close